Blog do Felipe Borba

10 Crenças Limitantes Para o Seu Desenvolvimento Pessoal

Ao longo das minhas palestras notei que muitas pessoas tentam transformar suas vidas mas se deparam com algumas crenças limitantes que as fazem retroceder, parar ou até desistir e acabam não alcançando seus desejos, objetivos e sucessos. Buscando romper com essas crenças e estimular cada um de vocês a buscarem seu melhor, transformando seus pensamentos e atingindo seus objetivos, tracei as 10 limitações que mais ouço e que impedem que você utilize de todo seu potencial para obter o que deseja.

Vou explicar cada um deles aqui para ajudar você a rompê-los!

desenvolvimento pessoal

As 10 Crenças Limitantes Para o Seu Desenvolvimento Pessoal

 

1. Eu não tenho tempo

“Ah, Felipe, mas eu não tenho tempo pra isso” ou “Se eu tivesse tempo até faria…”

Minha pergunta é: você realmente está sem tempo ou não está o utilizando da melhor maneira possível?

Nós podemos e devemos gerenciar nosso tempo para contemplar e dar atenção àquilo que precisamos fazer e ao que nos faz bem. Desta forma poderemos conciliar nosso trabalho, ao tempo com a nossa família e ao tempo com nós mesmos. Se você não está tendo tempo pra tudo, é porque você está dando atenção demais para uma coisa e negligenciando as outras ou não está sabendo gerir seu tempo.

Todos nós devemos separar um tempo para cuidar de nós mesmos ou dos nossos próprios objetivos, mas ao invés disso tendemos a utilizar nosso tempo para outras pessoas como família, amigos, entre outros.

Não estou falando que não devemos dar atenção aos outros, claro que sim, mas há um tempo limite para isso e esse limite já ultrapassou quando você se deixa de lado para fazer as coisas para os outros.

Por vezes pode ser difícil dizer “não” para os outros, mas ter um tempo para você é extremamente necessário e, com o tempo, além de receber apoio, as outras pessoas irão até segui-lo nessa jornada e isso vai permitir você a chegar onde quer bem mais rápido.

 

2. Eu não tenho dinheiro

Uma das mais faladas, que atualmente coincide com coisas como “O problema é a crise”.

Entendo que por vezes nossos planos ficam limitados devido a questão financeira mas isso não pode ser desculpa para detê-los. Adotar essa mentalidade de vítima e focar na falta de dinheiro não vai mudar sua situação. Essa mentalidade pode bloquear sua mente de pensar em uma estratégia para você driblar ou superar essa situação, como cortar gastos desnecessários ou até formas de ganhar dinheiro extra.

Tudo vai depender da sua situação, mas o importante é você buscar soluções, já que o problema, que é a falta de dinheiro, você já conhece.

Só o fato de você não se resignar e buscar essa solução já vai auxiliar você a estar mais próximo do seu objetivo.

 

3. Sou velho demais para isso

Idade já deixou de ser um fator condicionador há muito tempo! Quando falamos de objetivos de vida, então, ele nunca poderá ser.

Embora em alguns casos possa ser um obstáculo, certamente será passível de ser superado. Com a idade você irá adquirir a experiência, a maturidade e a vivência necessária que talvez tivesse lhe faltado para alcançar esse objetivo quando mais novo.

E essa é uma das melhores características que adquirimos com a idade, o conhecimento e o aprendizado. Eles poderão não só nos abrir portas, mas também ser determinantes para quebrarmos com as nossas limitações e enxergarmos nossas capacidades.

 

4. Eu não mereço

Você alguma vez já se flagrou dizendo “Eu não mereço tamanha felicidade”, ou algo semelhante? Se já, leia bem:

Você merece sim!

Não se achar merecedor é uma crença limitante que afeta muito sua vida, mesmo que você não perceba. Você pode até pensar que fala isso da boca pra fora ou que “É só modo de dizer”. Porém, ao falar isso, você está mandando a mensagem ao seu cérebro de que, apesar da alegria, aquele momento veio de alguma dor passada. Desta forma seu cérebro interpretará essa conquista não como algo prazeroso, mas sim como algo ruim. Com isso, ele tentará ao máximo evitar passar por isso novamente.

O mesmo ocorre quando algo ruim acontece e falamos “Eu mereço”. Você está dando a mensagem ao seu cérebro de que aquilo é o comum e situações assim vão tender a se repetir.

Portanto, eduque seu cérebro e ajude ele a romper com suas limitações para aproveitar as alegrias que vêm, pois sim, você as merece!

 

5. Eu já sabia

Outra crença limitante que eu ouço muito.

Tenha muito cuidado com ela, pois ela pode bloquear qualquer aprendizado seu.

Quando pensamos ou falamos frases como “Ah, mas isso eu já sei”, automaticamente um bloqueio de aprendizado, atualização e até memória se forma em nosso cérebro. Com isso, além de provavelmente estarmos perdendo de nos atualizarmos, a memória perante esse fato ou aprendizado será prejudicada fazendo com que a probabilidade de esquecer sobre o assunto aumente.

Ao dizer “Eu já sabia”, seu cérebro irá desconsiderar a importância do assunto e bloquear aquela janelinha que se abre sobre ele para economizar energia.

Então, não deixe seu cérebro preguiçoso e evite ao máximo os “Eu já sabia” da vida!

 

6. Medo

Sentir medo é algo natural do ser humano e, até certo ponto, ele é bom, pois é ele que nos impede de cometer alguns erros. Porém, em determinado momento, ele passa a ser seu carrasco e uma barreira para o seu crescimento e desenvolvimento tanto pessoal quanto profissional.

Mas sabe qual o maior aliado do medo? É a coragem! Ela quem faz com que consigamos fazer tudo que propomos em nossa vida apesar do medo.

Ao abraçar seu medo e colocar uma dose de coragem você verá que seu desenvolvimento aumentará, e muito!

 

7. Se eu tivesse (se…)

O “E se…” ou o famoso “mas” agem da mesma maneira. Eles bloqueiam qualquer tentativa do seu cérebro de criar soluções para o seu problema. Além disso, você condiciona sua vida a apenas um fato que traz uma possibilidade limitadíssima de que você continue seu desenvolvimento.

“Ah, Felipe, se eu pudesse eu faria…”

Por que você não pode?

O que realmente te impede de modificar isso agora?

O teu condicionamento é realmente a um fato específico ou você está procurando desculpas para fugir das suas responsabilidades e decisões?

Pense bem nisso e não limite sua capacidade!

 

8. Não depende só de mim

Outro fator que costumamos falar muito a nós mesmos.

“O dia que as coisas melhorarem…”

“Os outros também tem que fazer a parte deles”

Frases que condicionam suas ações às ações dos outros são imensos limitadores.

Suas ações dependem diretamente e exclusivamente de você! E saiba que tanto suas ações quanto seu pensamento tem um poder imenso de mudar a atitude e a visão de todos à sua volta.

“Seja a mudança que quer ver no mundo”

Esperar pelos outros fará com que você fique eternamente na sua zona de conforto e não evolua.

Lembre-se: você não precisa da aprovação dos outros para tomar atitudes que melhorem seu desenvolvimento pessoal.

 

9. Os outros precisam de mim (filhos, pais, maridos, esposas…)

Você é daqueles que vive em função dos outros?

Se sim, é meu dever dizer que você pode estar se colocando em segundo lugar na sua própria vida!

Com isso, não quero dizer que você não deve se preocupar com os outros ou ajudá-los. Esse ato é legítimo e louvável. Porém, não esqueça de você!

Quanto melhor estivermos, mais capacitados e desenvolvidos, melhor cuidaremos e ajudaremos os outros à nossa volta. A menos que você ajude primeiro a si mesmo, não conseguirá ajudar os outros.

Vale lembrar o que acontece nos aviões. Um dos avisos nos vôos diz: “Em caso de emergência, sua máscara de oxigênio irá cair. Coloque primeiro em você e depois nas crianças”.

O pedido leva em conta que, se você não estiver bem, não conseguirá ajudar as crianças a colocarem suas máscaras, e ambos passarão mal.

Portanto, em sua vida, coloque sua máscara primeiro!

 

10. Eu não consigo…

Esse pensamento assombra a mente de muitas pessoas e ele pode ser determinante para o seu desenvolvimento pessoal.

Ao afirmar isso para si mesmo você bloqueia seu cérebro para as tentativas e, principalmente para os acertos.

O importante é você identificar de onde vem esse pensamento.

É medo de não atingir o sucesso? Medo de errar? Não se achar capaz o suficiente?

Você é o maior limitador da sua capacidade! Nosso cérebro possui uma capacidade infinita de aprender e reter informações.

Ainda, quando olhamos para os outros e vemos seu sucesso, podemos achar que foi fácil ou que não conseguiremos chegar lá.

E aqui vai um aviso: não compare seus bastidores com o palco dos outros!

Tudo que ele fez pra chegar lá partiu de um primeiro princípio que você DEVE ter em sua mente: EU POSSO!

 

Então, você se identificou com algum desses limitadores?

Possui algum outro que queira compartilhar?

Eles ainda parecem difíceis de serem superados para você?

Compartilhe conosco! Eu e minha equipe estamos totalmente abertos para auxiliar você a alcançar seu desenvolvimento pessoal!

 

 

 

Gostou dessa matéria