Blog do Felipe Borba

Seja Líder de Si Mesmo

Liderar não se restringe aos outros, você também deve aprender a ser o líder de si mesmo!

Por vezes, reclamamos da vida, das coisas ruins que acontecem e da forma como agimos perante elas. O que não nos damos conta é que sempre que isso acontece é porque abandonamos o palco da nossa vida e passamos a assisti-la da plateia. E, vendo da plateia, você vai observar e se orgulhar de suas boas atitudes, será louvado por todos que mais ama, mas, no momento que os pontos negativos aparecerem no palco e você não conseguir mudar, por não ser você quem está atuando. A raiva, a impotência e a frustração perante os fatos irá tomar conta de você. Você vai perceber que não mais tem os amigos e família para te parabenizar, agora eles te criticam, e o que você pode fazer?

SUBIR AO PALCO E TOMAR AS RÉDEAS DA SUA VIDA!

palco

Para ser a pessoa de quem você se orgulha e que atingiu os objetivos você deve ser o dono da sua história. Você deve liderar a si mesmo para que tudo possa acontecer. Levante-se da plateia e mostre a que a peça da sua vida se destina. Você tem o poder de tornar ela uma peça de inspiração ou de horror.

Deixe os problemas de lado

Independente da sua idade você carrega consigo algumas crenças limitantes que o impedem de ir adiante. Isso é fato, acontece com todos e não podemos apagá-la da nossa memória. Mas o que podemos fazer é reprogramar nosso cérebro para que ao invés dele puxar aquela memória ruim ele se estimule a vir a tona as janelas que irão impulsionar você para ir em frente.

liderar

Mas como liderar a mim mesmo?

Vou dar algumas dicas para que você treine seu cérebro a ser o protagonista da sua vida.

1. DCD (duvide, critique, determine)

a) Duvide de todo o sentimento de incapacidade, da sua timidez, do seu complexo de inferioridade, de tudo que encarcera sua inteligência. Duvide que você não consegue vencer seu mau humor, sua insegurança, sua depressão, sua ansiedade, seu medo de percorrer os labirintos da sua vida e explorar novos espaços.

b) Critique também todo pensamento negativo, toda ideia perturbadora, toda doença psíquica e toda a passividade do “eu”. Um “eu “ passivo será sempre um escravo. Depois de exercer a arte da dúvida e da crítica, você preparou o seu “eu” para ser forte e determinante.

c) Determine ser feliz, ter tranqüilidade e serenidade. Não peça para ser alegre, determine contemplar a beleza do mundo e ser feliz, mesmo que tenha muitos defeitos e inúmeros problemas. Dê-lhe um choque de lucidez e direcione-a, pois há uma força em cada pessoa subutilizada.

2. Janelas Paralelas da Memória

Não podemos nos enganar. Não iremos simplesmente apagar as janelas doentias das nossas mentes. Mas podemos fazer com que janelas saudáveis abram junto com elas e se sobreponham. Desta forma você estará fortalecendo sua liderança e criando autocontrole para superar traumas e medos.

Mas como fazer isso? Através da Mesa Redonda do Eu.

3. Mesa Redonda do Eu

Ela é excelente para pessoas que desejam superar transtornos psíquicos ou desenvolver seu potencial intelectual e sua qualidade de vida. Ela consiste em fazermos um reunião com nós mesmos, pelo menos 2x por semana e em sessões de, pelo menos 15 minutos. É como se fossemos os psiquiatras de nós mesmos e tenhamos esses momentos de parar tudo, e discutir nossos problemas, nossas dificuldades, crises e perdas. Mas com ela vamos além. Após discutirmos sobre os problemas traçamos formas e caminhos para melhorar essas situações ou problemas em nós ou no nosso dia-a-dia. É um debate com sua própria mente que irá determinar os erros e traçar metas para melhorias.

Com esses 3 fatores, você começará a se policiar mais e criará em sua mente alternativas para os problemas que irão surgir. Ao identificá-los passará a agir e, agindo, será o autor ou autora de sua própria história! Desta forma, você conseguirá liderar a si mesmo.

Se você me pedisse o que é mais importante tirar disso, eu diria: converse consigo mesmo, preste mais atenção em você e não se abandone!

Você passar horas conversando com pessoas por meio dos celulares e redes sociais, mas você lembrou de conversar consigo mesmo hoje?

 

PS.: Não fique triste caso não conseguiu ainda mudar ou ficou triste vez ou outra. São coisas que podem acontecer, suscetíveis ao ser. O processo não é mágico nem fácil, recaídas são comuns. Porém não pare de tentar e policiar a si mesmo, pois, como cita Cury em seu livro: “Só não muda sua história quem está morto”.

 

Quer saber mais? Conheça o Poder da Gratidão.

 

Esta matéria foi embasada no livro Seja o Líder de Si Mesmo, do Augusto Cury. Para melhor compreensão deste texto e, a todos que interessar, fica minha sugestão de leitura.

Gostou dessa matéria