Blog do Felipe Borba

Felipe Borba 1 ano

Se Você Não Souber Onde Está, o Mapa Não Vai Ajudar

É muito comum eu encontrar em palestras e workshops pessoas com potencial novo mas crenças antigas. Elas têm um novo potencial, elas se desenvolveram nos últimos anos, elas são outras pessoas, mas as crenças ainda são antigas. Suas crenças ainda são de incapacidade, de incompetência, de insegurança, de medo e de incerteza.

 

 

E o que acontece dentro da nossa cabeça é: tudo aquilo que eu vejo eu crio, tudo aquilo que eu crio eu tenho.

Quanto mais eu vejo, mais eu crio, mais eu tenho.

Isso passa a ser a minha realidade.

O meu potencial gera uma ação. E toda a ação que eu tenho é baseada no meu potencial. As ações que você faz são baseadas naquilo que você tem de conhecimento e de potencial.

E essa ação gera sempre um resultado.

A partir do momento que você agiu, essa ação gerou um resultado.

Seja positivo ou negativo, você tem um resultado.

Partindo desse princípio, esse resultado automaticamente gera uma crença, pois se é um resultado é algo que você acredita ser capaz ou não. Está ligado a uma crença limitante ou uma crença empoderadora, dependendo do resultado que você obteve.

Essa crença, pode gerar seu potencial. Muitas vezes, as ações que tomamos são ligadas ao potencial que tínhamos no passado. Se no passado você errou ao abrir um empreendimento, por exemplo, esse potencial gerou uma crença limitante de incapacidade.

Porém, com o passar do tempo e com o passar dos anos, seu potencial mudou, você aumentou sua capacidade e seu conhecimento e com isso o potencial naquilo que você falhou mudou. Agora você tem um novo potencial, um potencial mais elevado.

O seu potencial é novo, é melhor, mas a sua crença ainda é antiga.

Você está com nova performance e novo potencial na sua carreira, na sua experiência, na sua inteligência, na sua sabedoria, nos seus relacionamentos e na sua expertise, mas sua crença continua sendo limitante.

Lembre-se que seu potencial gera suas ações, suas ações geram seus resultados e seus resultados geram uma crença.

Então fique atento: o passado não se equivale ao presente a não ser que você viva nele.

Se você errou no passado, era o potencial que você tinha lá.

E errar não é ruim.

O erro é uma etapa da aprendizagem.

Aquele que não se permite errar não se permite aprender.

Se lá no passado você errou na sua carreira, era o potencial que você tinha naquele momento. Agora não é mais o passado.

O passado não se repete a não ser que você continue vivendo nele.

E se é passado eu não vivo mais lá.

Eu vivo o presente prosperando o futuro.

Quem vive de passado tem um grande passado pela frente.

Então, entenda que agora é outro momento, tente novamente e arrisque-se novamente.

Saiba onde está e tenha consciência do seu novo potencial, pois se você não souber onde está, um mapa não vai ajudar.

Você pode ter um mapa com o passo a passo de como alcançar tudo o que você almeja. Mas se você tiver um potencial novo e sua crença permanecer antiga, essa crença vai limitar suas ações.

Então, busque desenvolver seu potencial e entender que se você errou no passado, isso é passado e você não vive mai lá.

Viva o presente prosperando o futuro.

Desenvolva seu novo potencial e aja de acordo com isso. Tenha ótimos resultados e crie novas crenças empoderadoras que vão levar você para o próximo nível.

 

Ainda, muitas vezes, você tem que entender que até aqui veio sozinho, mas daqui em diante você precisa de ajuda. E essa ajuda pode ser buscar um curso de desenvolvimento humano, mergulhar em literatura e livros naquilo que você quer elevar seu potencial, entre outros.

Pois a partir do momento que você elevou seu potencial e que seu potencial é novo, você começa a agir com seu novo potencial, para ter novos resultados e criar crenças empoderadoras para levar você ao próximo nível.

Pois você está a um passo do seu próximo nível, basta ter a consciência que não vive mais no seu passado.

 

Aqui você encontra outro vídeo para desenvolver-se ainda mais!

Nos vemos no topo!

Gostou dessa matéria